- Convênios  
  - Marque Consulta  
  - Exames  
  - Trabalhe Conosco  
  - Imprensa  
  - Humanização  
  - Ajude o IBCC  
  - Informativos  
  - Transplantes  
 
     
  NOTÍCIAS  
 
 
 
27.03.2018 - Ciclo de palestras pretende desmistificar Estudo Clínico no IBCC
 
O Centro de Pesquisa e Estudos do IBCC vai abrir, já nesse primeiro semestre de 2018, um ciclo de palestras para apresentar o funcionamento do setor e como a pesquisa clínica pode ser desenvolvida por qualquer profissional da instituição. A expectativa é que, as discussões acerca de temas relacionados à pesquisa, presentes tanto no cotidiano intra quanto extra hospitalar, envolvam todos os profissionais e despertem o interesse em desenvolver algum estudo relacionado a sua prática.

Conforme Juliana Mauri, coordenadora administrativa do Centro de Estudos e Pesquisa Clínica do IBCC, essas palestras visam divulgar a pesquisa clínica, a sua relevância e importância para a sociedade, bem como, o impacto do dia a dia da assistência e na vida dos pacientes. “O que todo profissional do IBCC precisa saber é que, as pesquisas podem ser desenvolvidas por qualquer colaborador da Instituição. Às vezes o profissional, no ato de sua prática diária, tem seus questionamentos e essa pergunta precisa ser respondida. É fundamental que ele compartilhe isso, para que, posteriormente, possa se transformar em algum estudo de relevância para todos”, destaca Juliana.

Pesquisa

Esses trabalhos são categorizados como Estudos de Iniciativa do Investigador, já que devem partir do próprio profissional quando percebe qualquer questionamento que necessita ser esclarecido. Quem explica é a Analista de Pesquisa Clínica, Alayne Domingues Yamada, que está no IBCC desde o ano passado, com o objetivo, dentre outros, de auxiliar o pesquisador a encontrar respostas. “O profissional levanta uma determinada questão, quando, na sequência, uma comissão ajuda na busca por um caminho a seguir, antes de vermos a viabilidade para realizar a pesquisa. Esses estudos podem ser realizados por qualquer profissional do IBCC, sempre pautados por dimensões éticas do serviço de saúde e da vida”, explica.

Análise de dados

Alayne Yamada acompanha o processo de coleta de dados de forma mais ativa, auxiliando o profissional também na análise dos dados, fazendo o delineamento do estudo e do protocolo em si. São feitas análises estatísticas, coleta de dados, avaliação se o projeto é viável ou não, sempre tendo como base as questões regulatórias e os princípios científicos. Juliana Mauri, coordenadora do Centro de Pesquisa, destaca o crescimento de estudos realizados dentro do IBCC e um maior interesse por parte de profissionais. “Precisamos ter produções científicas aqui no IBCC, para nos consolidarmos como um grande centro de pesquisa, favorecendo sempre uma melhor conduta e o fortalecimento da Comissão de Trabalho Científico, tonando viável os trabalhos de pesquisa”, salienta. O IBCC quer intensificar os estudos e a pesquisa clínica até 2021. Atualmente existem 11 trabalhos em andamento e ainda mais 19 em processo de análise.