- Convênios  
  - Marque Consulta  
  - Exames  
  - Trabalhe Conosco  
  - Imprensa  
  - Humanização  
  - Ajude o IBCC  
  - Informativos  
  - Transplantes  
 
     
  NOTÍCIAS  
 
 
 
08.04.2018 - Novos tratamentos contra o câncer estimam melhora em até 60% dos casos
 
O dia 8 de abril é marcado como o Dia Mundial de Combate ao Câncer, importante data para conscientizar a população sobre os cuidados com a prevenção de uma doença que atinge milhões de pessoas a cada ano em todo o mundo. No IBCC, que possui um dos centros de pesquisa que mais recruta pacientes para estudos clínicos no Brasil, o médico oncologista e coordenador médico do Centro Pesquisa Clínica, Dr. Felipe Cruz, destaca os avanços nos tratamentos para se obter melhores resultados para a saúde dos pacientes.

Os principais estudos são para neoplasia de mama, mas há um crescimento também em estudos sobre o câncer de próstata e de pulmão. “Os novos tratamentos utilizados no combate ao câncer aumentaram a sobrevida dos pacientes mesmo com doença avançada. A taxa de cura varia de acordo com o tipo de neoplasia, mas estima-se que ao todo, 60% dos pacientes diagnosticados com câncer apresentam um controle duradouro da doença ou mesmo a cura”, revela o médico. Em 2017, foram recrutados no IBCC 52 pacientes para estudos.

Segundo ele, a utilização de imunoterapia nos últimos anos, em especial para o câncer de rim, pulmão e melanoma aumentou a taxa de controle da doença. “De um modo geral, estas medicações induzem o sistema imunológico do indivíduo a combater a própria neoplasia”, salienta.

Hábitos saudáveis e a redução dos riscos de câncer

Sabemos que em até 90% dos casos de câncer existe uma associação forte com fatores externos (ambientais) e não apenas hereditários. Conforme o Dr. Felipe Cruz, hábitos de vida mais saudáveis podem ter um impacto muito positivo na redução do risco de câncer. As principais recomendações incluem evitar o tabaco, manter-se fisicamente ativo, evitar a obesidade e limitar o consumo de álcool. “Estas medidas tornam-se ainda mais relevantes quando se constata que também podem ocasionar uma redução no risco de morte por doenças cardiovasculares”, orienta. Outras medidas simples, como evitar a exposição excessiva ao sol e a proteção contra doenças sexualmente transmissíveis, como a vacina contra o HPV, complementam as recomendações de prevenção ao câncer.