- Convênios  
  - Marque Consulta  
  - Exames  
  - Trabalhe Conosco  
  - Imprensa  
  - Humanização  
  - Ajude o IBCC  
  - Informativos  
  - Transplantes  
 
     
  NOTÍCIAS  
 
 
 
19.04.2018 - A relação entre o câncer e alguns alimentos
 
A Coordenadora do Serviço de Nutrição e Dietética do IBCC, Thais Cardenas, explica a relação entre o câncer e alguns alimentos:

Alguns alimentos possuem relação com aumento do risco para desenvolvimento de câncer, entre eles podemos citar as carnes processadas no geral (embutidos – principalmente porque possuem grande de sal), alimentos com alta concentração de calorias (> 125 calorias em 100g do alimento) e grande quantidade de sódio (os rótulos podem nos ajudar bastante nesse sentido). O sódio é um composto que, junto com o cloro, formam o conhecido sal de cozinha. Mas o sódio não está presente apenas em alimentos salgados! Ele pode ser encontrado em biscoitos recheados e sorvetes de massa.

Alimentos preservados em defumação, principalmente carnes, tem relação com aumento do risco para câncer colorretal e de estômago. Isso porque possuem compostos de hidrocarbonetos policíclicos aromáticos, dependendo do combustível que é queimado para produção da fumaça. Um dos constituintes de alimentos defumados (3,4-benzopireno) tem associação com risco aumentado para câncer de estômago. Porém, em virtude de desenhos diferentes de estudos, as evidências são limitadas para esse tipo de orientação.

Carnes grelhadas (bem passadas daquele tipo que formam uma casquinha preta) ou fritas, se consumidas com frequencia elevada, também podem ser formas de preparo que aumentem o risco devido a formação de compostos cancerígenos que aderem-se à superfície da carne, oriundos da combinação de altas temperaturas e aminoácidos da carne (formação de aminas heterocíclicas, os já comentados hidrocarbonetos policíclicos e o alcatrão) ou pela própria composição de gordura.