- Convênios  
  - Marque Consulta  
  - Exames  
  - Trabalhe Conosco  
  - Imprensa  
  - Humanização  
  - Ajude o IBCC  
  - Informativos  
  - Transplantes  
 
     
  NOTÍCIAS  
 
 
 
09.05.2018 - Saiba como se prevenir da gripe
 
O médico infectologista do IBCC, Dr. Marcos A. Cyrillo, em palestra sobre Influenza na tarde desta terça-feira (08/05), no anfiteatro do hospital, falou sobre os tipos de vírus circulantes no Brasil e como eles afetam a saúde da população. A Influenza é um vírus que causa a gripe, que afeta toda a população, especialmente no inverno. Atualmente circulam no Brasil seus subtipos H1N1, H3N2 e Influenza B. Conforme o médico, a melhor forma de prevenção é a vacina, que pode ser encontrada na rede pública de saúde e é destinada para os grupos considerados de risco. Além da imunização, é muito importante sempre higienizar as mãos e evitar locais com aglomeração de pessoas. “São dicas simples, mas que contribuem em muito para evitar o contágio”, orienta o médico.

Riscos

É importante mencionar que idosos, crianças, gestantes e pessoas com doenças crônicas com imunodeficiência são as mais vulneráveis às complicações da gripe. Os sintomas comuns são febre acima de 38 graus, início abrupto da gripe, mialgia, tosse seca, dores musculares, dores de cabeça, dor de garganta, prostração, secreção nasal, irritação nos olhos e calafrios. “Gripe é diferente de resfriado, já que este se caracteriza por coriza, febre baixa, tosse e espirros”, salienta.

Como se tratar

Uma vez com gripe é possível uma recuperação em até uma semana, com repouso, hidratação e alimentação balanceada. Em alguns casos, o médico pode recomendar medicamentos específicos contra o vírus e antibióticos em caso de complicações bacterianas. “Sempre deixando o alerta que se vacinar é a melhor forma de prevenção. E a cada ano, já que esse tipo de vírus se multiplica e sempre aparece um novo tipo”, explica o Dr. Marcos Cyrillo, informando ainda que o indivíduo está imunizado cerca de 14 dias após vacinação.

Quem deve tomar a vacina


Gestantes, indivíduos a partir de 60 anos, puérperas, crianças de 6 meses a 5 anos, profissionais da saúde, portadores de doenças crônicas (hipertensão, diabetes, asma, entre outros) e pacientes imunossuprimidos ou que estejam fazendo uso de medicações imunodepressoras. No IBCC, a campanha para os profissionais da saúde teve início nesta segunda feira, 7 de maio, e segue até o dia 18.